Programa Amor é Amor conscientiza alunos da rede municipal contra a LGBTfobia

A programação ocorreu entre os dias 10 a 12 de maio com exibição de filmes e debates acerca do tema


A Prefeitura Municipal de Malhador, através do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) e o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), realizou entre os dias 10 e 12 de maio, o programa Amor é Amor. A iniciativa tem como objetivo conscientizar os alunos da rede municipal de ensino contra a LGBTIfobia. 

A ação se concentra no mês de maio, onde no dia (17), é celebrado o Dia Internacional de Enfrentamento à Violência contra a População LGBTQIA+. O projeto, que contou com o apoio da Secretaria de Educação, propôs aos alunos, debates acerca do tema e a exibição do filme brasileiro: Hoje Eu Quero Voltar Sozinho, que trata com muita leveza sobre a temática. 

“Momentos como esse fortalecem a conscientização e a sensibilidade dos jovens para o enfrentamento à violência contra a população LGBTQIA+. A gestão está empenhada em melhorar constantemente as ações voltadas a todos os públicos, e essa ação foi pensada na construção do diálogo que garanta dignidade, respeito, proteção e direitos humanos, políticos e sociais.” afirma Karolainy Santos, Psicóloga do CREAS.

O filme

Hoje Eu Quero Voltar Sozinho é um filme brasileiro dirigido, produzido e roteirizado por Daniel Ribeiro. Conta com a produção de Lacuna Filmes e com a distribuição no Brasil pela Vitrine Filmes e distribuição internacional pela Films Boutique. O longa-metragem estrelado por Ghilherme Lobo, Fábio Audi e Tess Amorim, estreou no dia 10 de abril de 2014. O filme é baseado no curta-metragem Eu Não Quero Voltar Sozinho, estrelado pelos mesmos atores. O filme não se trata de uma continuidade do curta, mas uma narrativa diferente para a mesma história.

whatsapp-image-2022-05-13-at-13-43-02-1_4201dfbec53db8b4e2b0f90.jpeg

 

whatsapp-image-2022-05-13-at-13-43-00_fcfa527fde29f8c0fa20.jpeg

Em fevereiro de 2014, o filme foi vencedor do prêmio Fipresci concedido pela Federação Internacional de Críticos de Cinema. Em 18 de setembro de 2014, o filme foi o escolhido pelo Ministério da Cultura entre 18 longas brasileiros, para representar o Brasil na competição de Oscar de melhor filme estrangeiro da edição de 2015. Porém não conseguiu ficar entre os finalistas ao prêmio.

whatsapp-image-2022-05-13-at-13-43-01-1_d253925bb60af1f478131267683.jpeg

whatsapp-image-2022-05-13-at-13-43-01-2_074d864585023d25babb.jpeg

Em maio de 2015, o filme concorreu na categoria de Melhor Lançamento Limitado na 26ª edição dos Glaad Awards, que é considerado um dos prêmios mais importantes do mundo atribuído a comunidade LGBT.

Mapa do Site

Ampliar Fonte Reduzir Fonte Acessibilidade Contraste Mapa do Site Voltar ao Topo

Iniciar Conversa

Selecione um dos nossos contatos para iniciar a conversa
Horário de atendimento:
Seg. a Sex.: 7:00-13:00